terça-feira, 29 de novembro de 2016

Receita: Bolinho de cenoura da Nutri

Estava fazendo uma "limpeza" nos arquivos do celular (para não ficar sem espaço na memória) e encontrei algumas fotos de receitinhas que eu não publiquei aqui no blog, por absoluta falta de tempo. 

São receitinhas simples, mas que fizeram sucesso por aqui!

Vamos à primeira...

Esses bolinhos fiz inspirada numa receita da minha nutricionista, ela chama de Bolo de pão de mel, mas como eu usei açúcar demerara no lugar do mel, chamo de bolinho de cenoura. 

Ingredientes
3 ovos
1/2 xícara de chá de óleo (boa opção: de coco extra-virgem)
1 xícara de açúcar demerara ou mel (a receita original é com mel)
2 cenouras descascadas e picadas
1 xícara de farinha de trigo integral
1 xícara de farelo de aveia
1/2 colher de sopa de fermento em pó

Modo de preparo:
Bata os ovos, açúcar ou mel, cenoura e óleo no liquidificador. Misture numa tigela a farinha, a aveia, o fermento e acrescente a mistura de líquidos até ficar homogêneo. Asse em forno pré-aquecido a 180 graus por 30 minutos ou até passar no teste do palito.

Sugestão de cobertura (eu não coloquei):
– 180g de chocolate amargo sem leite
– 4 colheres de sopa de mel
– 4 colheres de sopa de leite vegetal

Modo de preparo:
Em uma tigelinha leve o chocolate ao micro-ondas em potência média por 1 minuto e meio, retire, mexa com uma espátula e se preciso for, deixe mais 30 segundo até derreter por completo. Misture os demais ingredientes até virar uma mistura brilhante e homogênea e coloque sobre o bolo desenformado.

Você pode fazer em forminhas de cupcakes ou numa forma com furo no meio.

* Use marcas da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Leia atentamente o rótulo e, em caso de dúvida, entre em contato com o SAC da empresa.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Se não tiver os alergênicos, denuncie

O processo que resultou na RDC 26/15, norma da Anvisa que regulamenta a rotulagem de alergênicos no Brasil, mostrou a capacidade de mobilização da sociedade brasileira.

Muito mais que consumidores, cidadãos e cidadãs se uniram em torno da necessidade de garantir o direito à informação, à saúde e à alimentação adequada, especialmente no que diz respeito a uma parcela da população que demanda cuidado dietético especial: aqueles que têm alergia alimentar.

A RDC 26/15 indicou um prazo de 12 meses para adequação dos rótulos e tudo aquilo que for produzido a partir de 3 DE JULHO deve destacar os alergênicos logo após a lista de ingredientes em caixa alta, negrito, com fundo de cor contrastante com a da letra do alerta.

A cada dia percebemos que mais rótulos estão adequados à nova legislação, o que traz mais segurança para as famílias. 

Mas algumas empresas ainda não estão fazendo corretamente. Se você identificar um produto que não atenda a esta exigência, denuncie!

Para a Anvisa, a denúncia pode ser feita pelo email ouvidoria@anvisa.gov.br.

IMPORTANTE: os alimentos embalados produzidos APÓS 3 de julho terão que destacar os alergênicos, mas os produtos fabricados ANTES dessa data continuarão nas prateleiras até o fim do seu prazo de validade. Assim, é importante ter atenção redobrada e, na dúvida, entrar em contato com os Serviços de Atendimento ao Consumidor (SAC).



Fonte: Fanpage do Põe no Rótulo

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Receita: Massa de pizza de couve-flor

Quem não ama uma pizza no final de semana? Eu amo! Mas depois que comecei o meu processo de reeducação alimentar, venho buscando opções mais leves e menos calóricas (apesar da resistência do marido que adora uma pizza tradicional de calabresa!).

Quando vi na internet várias receitas de massa de pizza feita de couve-flor, fiquei muito interessada! Ela é lowcarb, ou seja, tem pouco carboidrato e não usa nenhum tipo de farinha. Ótima para quem não pode trigo ou simplesmente quer comer sem culpa! E ainda é muito gostosa!

A minha massa foi inspirada nesta receita, mas fiz algumas adaptações.

Ingredientes:
1/2 couve flor média ou 1 pequena
1 ovo (se não puder, substitua por "ovo de linhaça" - 1 colher de sopa de linhaça moída hidratada em 1/4 de xícara de água ou 1 colher de sopa de purê de inhame)
Temperinhos à seu gosto – eu usei orégano e alho em pasta
1 pitada de sal
Modo de preparo:
1) Lave bem e higienize a couve-flor. Separe em buquês e coloque no processador.
2) Processe até ficar bem granulada (se não tiver processador, rale ela bem fininha com um ralador)
3) Coloque num recipiente que possa ir ao micro-ondas e cozinhe por cerca de 5 minutos. 
4) Deixe esfriar um pouco e coloque num pano limpo. Esprema bem para retirar o excesso de água. 
5) Misture o ovo e os temperos. Arrume numa forma redonda, untada com óleo (unte bem para não grudar), apertando com os dedos.
6) Leve ao forno médio, por cerca de 25 minutos ou até dourar. 
Recheie a gosto e leve ao forno para aquecer/derreter.



Sugestões de recheios sem proteína do leite:
Molho de tomate
Queijo vegano Super Bom ou Tofupiry (receita do Blog Lactose Não) ou Palmitopiry (receita do Blog Alergia Gourmet) ou Requeijoca (receita do Blog Menu Bacana)
Frango desfiado com milho
Tomate e folhinhas de manjericão

* Use marcas da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Leia atentamente o rótulo e, em caso de dúvida, entre em contato com o SAC da empresa.

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Receita: Bolo integral de cenoura com cobertura de brigadeiro de biomassa de banana verde

Eu já falei neste post aqui sobre os benefícios e a forma de preparo da biomassa de banana verde, mas fazia tanto tempo que não fazia... Até que na semana passada, assistindo alguns vídeos da nutricionista Carol Borghesi no Youtube, me deparei com essa receita de bolo de cenoura coberto com brigadeiro de biomassa. 

Fiz algumas adaptações para utilizar os ingredientes que eu tinha em casa e também na forma de preparado (não tenho paciência para fazer bolo que não seja totalmente feito no liquidificador) e o resultado foi um bolo gostoso e muito mais saudável! 

Vamos à minha receita? 

Ingredientes para o bolo de cenoura:
3 ovos
¼ xícara de chá de óleo de coco derretido
2 cenouras pequenas picadas
1 xícara de chá de açúcar demerara
2 xícaras de chá de farinha de trigo integral (para uma versão sem glúten use 1 xícara de farinha de arroz integral + ½ xícara de fécula de batata)
1 colher de sopa de fermento em pó

Modo de Preparo do bolo:
Bata no liquidificador os ovos, o óleo de coco, a cenoura e o açúcar.
Coloque a farinha de trigo em uma vasilha e misture com o creme do liquidificador até formar uma mistura homogênea. Adicione o fermento e misture delicadamente.
Unte a forma com óleo de coco e despeje a massa. Leve para assar em forno pré-aquecido, à 200 graus, por cerca de 30 minutos.
Espere esfriar, desenforme e cubra com o brigadeiro.

Ingredientes para a cobertura de Brigadeiro de biomassa de banana verde
½ xícara de leite de coco
1 colher de sopa de cacau em pó
2 colheres de sopa de biomassa
3 colheres de sopa de açúcar demerara

Modo de Preparo:
Coloque tudo no liquidificar e bata até formar uma mistura homogênea (eu não bati no liquidificador, usei o mixer, mas ficaram alguns gruminhos da biomassa).
Leve ao fogo em uma panela por aproximadamente 2 minutos e mantenha o fogo baixo. mexendo sempre.

* Use marcas da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Leia atentamente o rótulo e, em caso de dúvida, entre em contato com o SAC da empresa.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Receita: hambúrguer caseiro

Esses dias me bateu uma vontade incontrolável de comer um hambúrguer! Mas eu não queria um hambúrguer qualquer, não queria um fast food industrializado com gosto de nada, queria um que fosse comida de verdade, então coloquei a mão na massa literalmente! 

Fiz o lanche todo, do pão ao hambúrguer!

PÃO DE HAMBÚRGUER

A receita do pão de hambúrguer eu encontrei aqui, mas fiz algumas adaptações para uma versão sem leite:


Ingredientes:
3 xícaras de farinha (aproximadamente, quanto mais calor e umidade no dia, mais absorvente vai ficar a farinha)
1 envelope de fermento para pão
1/2 xícara de água morna
1/2 xícara de leite vegetal (usei de coco caseiro)
1 colher de sopa (generosa) de margarina sem leite
2 colheres de sopa cheias de açúcar (usei demerara)
2 colheres de chá de sal
1 ovo
Maionese o quanto baste para pincelar os pães


(O meu) modo de preparo:

Em uma vasilha grande, coloque 2 xícaras de farinha, o fermento e misture. Acrescente o açúcar, o sal, o ovo e misture novamente. Em um pote separado ou caneca, coloque a margarina no leite de coco morno para que derreta, Acrescente a água morna, despeje na vasilha e continue misturando com uma colher. 
Comece a colocar mais farinha, aos poucos. Quando já estiver mais consistente, passe a massa para uma superfície enfarinhada e comece a trabalhá-la. Sove por pelo menos 5 minutos. 
O segredo é deixar a massa molenguinha, não usar toda a farinha, a menos que esteja muito úmido e a massa fique extremamente grudenta. Vá enfarinhando de leve a superfície de trabalho e trabalhando a massa, até que ela esteja mais firme, porém ainda grudando de leve nas mãos. 
Coloque a massa na vasilha, com um pouco de farinha polvilhada no fundo, cobra com um pano limpo e espere 1 hora para que ela descanse e dobre de tamanho. Deixe num lugar sem corrente de ar ou dentro do forno desligado. 
Depois de 1 hora, pegue a massa e divida-a em 6 ou 7 pedaços. Boleie para que formem pães, que ainda vão crescer mais. Deixe-os cobertos com o pano, na forma onde vão assar, enfarinhada, se não for antiaderente. Os pãezinhos vão descansar ainda mais uma vez, só que agora por 20 minutos a meia hora.
Pré-aqueça o forno em temperatura média (200 graus) por uns 10 minutos. Depois do último descanso, é hora de pincelar a superfície dos pães com maionese para que fiquem com uma cor dourada (tome cuidado na hora de pincelar para os pães não murcharem, isso aconteceu com os meus, porque o meu pincel de pincelar é muito duro).
Leve para assar por aproximadamente 15-20 minutos.
Como pode haver diferença entre os fornos, fique de olho!

Ficou tão gostoso que comemos no café da manhã do dia seguinte o que sobrou!


HAMBÚRGUER CASEIRO:

Esta receita já está no blog, mas para facilitar vou postar novamente:

Ingredientes:
500 gr de patinho moído
1 ovo
1 xícara de farelo de aveia (pode usar farinha de aveia ou farinha de rosca)
Temperos à gosto (eu uso cebola ralada, alho, salsinha e pimenta do reino)
Sal
Cenoura ralada fininha (opcional, pode usar abobrinha ralada também)

Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes, molde em formato de hambúrguer e asse no forno ou na fritadeira sem óleo. 

Monte o lanche como preferir.

Eu abri os pães no meio, passei maionese, coloquei o hambúrguer com queijo sem lactose (lembrando que a minha filha já está curada da APLV e que queijo sem lactose não pode ser consumido para quem tem alergia à proteína do leite. Uso porque eu tenho intolerância à lactose). alface e tomate. Para quem é APLV, eu sugiro que use o Queijo Vegano Superbom. 


* Use marcas da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Leia atentamente o rótulo e, em caso de dúvida, entre em contato com o SAC da empresa.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Receitas: Festa Junina sem leite

Imagem da internet
Estamos na metade do mês de junho, época das deliciosas festas juninas! Mas como muitas guloseimas juninas são feitas com leite, eu fiz uma seleção de receitas para um "arraiá" onde pequenos (e grandes) com restrição ao leite de vaca, possam se deliciar também.


SALGADOS


Massa Básica para salgados 
(serve para fazer pastel de forno, enrolados, esfirras, mini-pizzas)
1 e 1/4 xícaras de água morna
1/4 de xícara de óleo (usei de canola)
1 colher de sopa de açúcar
1/4 de colher de sopa de sal
1 pacotinho de fermento seco (para pão)
750 gr de farinha de trigo
1 gema de ovo para pincelar (opcional)

Misture a farinha de trigo, o sal, o açúcar, o fermento seco e o óleo. Vá juntando a água aos poucos e mexendo com a mão. Se for necessário acrescente mais água ou mais farinha até conseguir dar ponto de sovar.
Quando a massa estiver lisa, modele o salgado desejado e recheie. Não precisa deixar descansar.
Se não tiver restrição a ovo, pincele uma gema. Coloque numa forma untada e leve para assar em forno pré-aquecido à 200 graus por uns 20 minutos ou até dourar.


Torta salgada fofinha
3 ovos
½ xícara de óleo
1 xícara de água morna
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento
Sal a gosto
Recheio à gosto (legumes refogados, carne moída, frango desfiado, etc)

Bata os ovos, o óleo, a água e o sal no liquidificador, misture numa tigela com a farinha de trigo e o fermento. Acrescente o recheio desejado. Se desejar, acrescente também milho verde, salsinha picada, etc. Despeje numa forma untada e leve para assar em forno médio até dourar ou faça o teste do palito.


Pãozinho de mandioquinha (falso pão de queijo)

Fonte: Blog Nutrição Infantil
500g de mandioquinha cozida e amassada
500g polvilho azedo
2 colheres de chá de sal...
150ml azeite
Água em temperatura ambiente quanto baste (use a água do cozimento da mandioquinha)
Se quiser, adicione 3 colheres de sopa de chia (eu não usei)

Misture o polvilho com o azeite e o sal e forme uma farofa.
Adicione a mandioquinha e amasse bem. Sove a massa.
Se precisar, adicione ao poucos a água até a massa ficar gostosa de trabalhar e desgrudar das mãos. Cuidado pra não molhar demais. A massa fica lisinha.
Fazer bolinhas e assar até dourar em forno pré-aquecido à 200 graus.

Outras opções:
  • Milho verde cozido (cuidado com a manteiga, se desejar, use margarina sem leite)
  • Pinhão cozido
  • Pipoca de panela feita com óleo (ou sem óleo)

DOCES

Bolo de Cenoura e Laranja

1 cenoura pequena
2 ovos
1/2 xícara de óleo
1 xícara de açúcar
3/4 xícara de suco de laranja
2 xícaras de farinhas de trigo
1 colher de sopa de fermento.

Bata no liquidificador a cenoura em pedaços, os ovos, o óleo, o açúcar e o suco. Depois misture com a farinha de trigo e o fermento. Leve ao forno para assar em forma untada à 200 graus por cerca de 30 min ou até que espetando um palito este saia limpo.


Bolo de Milho com Coco
Ingredientes para uma forma pequena (com cerca de 20 cm de diâmetro)
2 ovos
3/4 xícara de açúcar
1/3 xícara de óleo
3/4 xícara de leite de coco dissolvido em um pouco de água
3/4 xícara de farinha de trigo
3/4 xícara de flocos de milho pré-cozido
Coco ralado à gosto
1 colher de sopa rasa de fermento em pó

Bata no liquidificador os ovos, o açúcar, o óleo e o leite de coco dissolvido. Depois misture a farinha de trigo, os flocos de milho, o coco ralado e o fermento. Leve ao forno pré-aquecido na temperatura média (180/200º) em forma untada por cerca de 20/30 min. ou até que espetando um palito, este saia limpo.

Para formas maiores, podem ser usados 3 ovos, 1/2 xícara de óleo, 1 xícara dos demais ingredientes e 1 colher de fermento mais cheia.


Bolinhos de fubá com goiabada
01 ovo
1/2 xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de fubá
1/2 xícara de açúcar
1/4 xícara de óleo
1/2 xícara de leite de coco dissolvido em um pouco de água
01 colher de chá de fermento bem cheia
Pedaços de goiabada

Bata os ovos, o açúcar, o óleo e o leite de coco no liquidificador, depois misture com a farinha de trigo, o fubá e o fermento. Colocar em forminhas de cupcake e colocar um pedacinho de goiaba passada no amido de milho. Afundar um pouco a goiabada com o dedo. Assar em forno pré-aquecido, em temperatura média por cerca de 15/20 minutos ou até que espetando um palito esse saia seco.
Rende 12 bolinhos.


Bolo Cremoso de Fubá

Fonte: Blog O diário de receitas sem lactose
1 ovo grande
3/4 xíc. (chá) de leite de amêndoas
1 xíc. (chá) de leite de coco
1 xíc. (chá) de açúcar demerara
1 c. (sopa) cheia de creme vegetal sem leite
1 xíc. (chá) de fubá
2 c. (sopa) de farinha de arroz (pode ser amido de milho)
1/2 c. (sopa) de fermento químico em pó
Coco ralado (opcional)

Obs.: ingredientes correspondem a meia receita, rende um bolo pequeno, caso prefira dobre a receita.

Bata no liquidificador o ovo, os leites, o açúcar e o creme vegetal. Acrescente o fubá e a farinha de arroz e bata por mais alguns minutos. Coloque o fermento e bata somente para misturar.
Despeje em uma forma pequena e funda, untada, e leve ao forno médio (180 graus) pré-aquecido por aproximadamente 50 minutos.

Atenção: a massa fica bem líquida mesmo. Se utilizar uma forma muito grande as camadas não vão se formar. Eu usei uma forma de bolo inglês. Não tentei desenformar, pois como a camada de cima fica cremosa, preferi cortar na própria forma.


Bolo de Laranja com Casca

3 ovos caipiras
1 laranja grande
1 xícara de açúcar demerara
1/2 xícara do óleo da sua preferência
2 xícaras de farinha de trigo * Para uma versão sem glúten, substitua a por mix de farinhas sem glúten.
1 colher de fermento em pó

Primeiro, lave bem a laranja, retire a parte de cima, corte em 4 pedaços, tire a parte branca do centro e as sementes.
Bata no liquidificador a laranja em pedaços, os ovos, o açúcar e o óleo.
Depois misture a farinha de trigo até ficar uma massa homogênea e, por último, acrescente o fermento mexendo delicadamente.
Leve ao forno pré-aquecido à 180/200 graus por uns 30 minutos.
Desenforme depois de frio.


Amendoim Doce (Cri-cri)
Fonte: Blog Diário de Receitas sem lactose

500 gramas de amendoim cru
1 1/2 xícaras de açúcar
1 xícara de água
2 colheres de sopa de cacau em pó

Misture todos os ingredientes numa panela grande. Leve ao fogo baixo, mexendo sempre. Vai demorar um tempinho até que a calda engrosse. Quando engrossar, não pare de mexer para não queimar.
Assim que a calda secar (vai passar de brilhante para opaca e esfarelenta) e todos os amendoins estiverem cobertos pelo açúcar, despeje em uma assadeira e leve ao forno médio por aproximadamente 10 minutos para ficar mais crocante (ficar atento ao forno, pois pode demorar menos).


Maça do Amor
3 xícaras de açúcar cristal
1 xícara de água
1 colher de sobremesa de corante em pó vermelho
1 colher de café de cremor de tártaro.
Maças pequenas e de formato regular
Palitos de sorvete
Papel de celofane ou saquinhos para embalar

Coloque todos os ingredientes numa panela e leve ao fogo alto sem mexer. Deixe ferver até formar bolhas grandes e depois comece a testar o ponto da calda, conforme mostra no vídeo.
Enquanto a calda ferve, limpe e espete as maças. Eu comprei maças embaladas e higienizadas para facilitar.
Quando der o ponto, abaixe o fogo e comece a banhar as maças.
Depois de banhar na calda, eu coloquei em cima de um pedaço de papel alumínio. Não precisa nem untar. Seca rápido, em uns 20 minutos já dá para embalar.
Usei papel celofane cortado em pedaços para embalar. É bom não demorar muito para embalar, porque ela começa a ficar melada.

* Veja esse post aqui, onde a receita está mais detalhada.

Até aqui todas as receitas já foram testadas por mim e publicadas no blog, mas como não tenho todos os kitutes juninos, pesquisei mais algumas receitas e adaptei para uma versão sem leite.



Bolo de mandioca
Imagem da internet
Adaptado do Guia da Semana

500g de mandioca
200g de açúcar refinado
2 ovos inteiros
3 gemas
2 colheres sopa de margarina sem leite
1 pitada de sal
250ml de leite de coco
Cobertura:
Raspa de um limão
1 colher açúcar de confeiteiro

Passe a mandioca em água corrente e escorra. Coloque-as em uma tigela, adicione o leite de coco e aqueça a mistura no microondas por 2 minutos. Coloque a mistura no liquidificador e bata bem. Acrescente os ovos inteiros, a margarina, o sal e o açúcar até ficar bem homogêneo. Unte uma forma de pão, 12 x 24 cm, e leve ao forno preaquecido a 180ºC por 40 minutos. Deixe esfriar e desenforme. Polvilhe com açúcar de confeiteiro e raspas de limão.


Cocada de Forno
Adaptado do Guia da Semana
Imagem da internet

1 coco ralado fresco (300 g)
3 xícaras (chá) de açúcar cristal
1 colher (sopa) de margarina sem leite
3 ovos batidos
Aqueça o forno em temperatura média. Numa tigela, misture todos os ingredientes até ficar homogêneo. Transfira a mistura para um refratário e leve ao forno por 20 minutos ou até ficar cremosa. 


Vinho quente
Fonte: Guia da Semana
Imagem da internet

½ xícara (chá) de água fervente
½ xícara (chá) de açúcar
1 limão cortado em rodelas
12 cravos da índia
3 cascas de canela em casca
1 ½ xícara (chá) de vinho tinto
Rodelas de limão para decorar

Coloque numa panela a água fervente e misture o açúcar, o limão, o cravo-da-índia e a canela. Deixe ferver, depois abaixe o fogo e cozinhe por mais 5 minutos. Com uma peneira, coe o líquido. Misture com o vinho. Sirva quente, em copos altos, enfeitados com as rodelas de limão.



Pipoca Caramelada
Fonte: Guia da Semana
4 colheres (sopa) de azeite
1 xícara (chá) de milho para pipoca
1 xícara (chá) de açúcar

Em uma panela própria para fazer pipoca, ponha o azeite, o milho e o açúcar. Leve ao fogo e cozinhe, mexendo de vez em quando, por 10 minutos ou até o açúcar ficar com cor de caramelo claro. Cuidado para não queimar. Tampe a pipoqueira e abaixe o fogo. Cozinhe, sem parar de mexer, por mais 5 minutos ou até estourarem os grãos. Retire a panela do fogo e transfira o milho estourado para uma tigela. Arrume a pipoca em saquinhos individuais e sirva, em seguida, em tigelas. Dica: se você não tiver a panela própria, mexa para cima e para baixo a panela normal pelo cabo durante o cozimento.


Canjica
Fonte: Guia da Semana

1 1/3 de xícara (chá) de milho branco para canjica
4,5 litros de água
2 xícaras (chá) de leite de coco
1 ¼ de xícara (chá) de açúcar
Canela em pó e amendoim torrado a gosto

Numa tigela grande, coloque o milho, cubra com 3 litros de água, tampe e deixe descansar até o dia seguinte. Escorra. Na panela de pressão, junte o milho e a água restante, tampe e cozinhe em fogo alto até começar a chiar. Reduza o fogo para o mínimo e cozinhe por 45 minutos ou até o milho ficar macio. Coloque a panela sob água corrente e deixe sair todo o vapor. Abra e escorra o líquido. Transfira o milho novamente para a panela. Junte os demais ingredientes e mexa com uma colher de pau. Cozinhe em fogo alto, sem tampar a panela, mexendo de vez em quando, até a mistura ficar cremosa. Distribua a canjica em 12 tigelas pequenas. Sirva quente ou fria, polvilhada com canela e amendoim torrado.


Arroz Doce
Fonte: Sabor sem Limite
Imagem do site Sabor sem Limite

1 xícara de arroz cru;
3 xícaras de água;
6 cravos-da-índia;
Casca de meia laranja (sem a parte branca);
2 pedaço pequenos de canela em pau;
800ml de leite de coco;
1 1/2 xícara de açúcar.

Lave o arroz e deixe escorrer. Em uma panela, leve ao fogo a água com os cravos-da-índia, a canela e a casca da laranja. Deixe ferver por dois minutos e então acrescente o arroz. Deixe cozinhar até ficar bem macio e secar a água. Acrescente o leite de coco e o açúcar, mexa para dissolver o açúcar e deixe cozinhar, mexendo de vez em quando. Quando começar a querer grudar no fundo da panela, desligue o fogo (cerca de 20 minutos).
Sirva frio, com canela em pó por cima.


Imagem do site Sabor sem Limite
Pé de moleque
Fonte: Sabor sem Limite
400g de amendoim cru sem pele;
350ml de água;
300, mais 3/4 de xícara, de açúcar demerara.

Deixe 100g de amendoim cru de molho em água quente por cerca de 8 horas. Escorra o amendoim, coloque- no liquidificador ou processador de alimentos e bata com 100ml de água, até virar um creme espesso. Vá acrescentando água e batendo, até triturar completamente. Não coe. Em uma panela, em fogo baixo, coloque esse leite vegetal e acrescente 3/4 de xícara de açúcar demerara. Mexa sem parar até o volume reduzir pela metade. Reserve 3/4 de xícara desse condensado vegetal de amendoim.
Em uma assadeira, leve ao forno pré aquecido a 180 graus o restante dos amendoins, sacudindo de vez em quando, por cerca de 15 minutos.
Em uma panela, coloque os amendoins torrados com o restante do açúcar em fogo baixo, mexendo sempre até o açúcar derreter e envolver os amendoins. Fique atento para não queimar.
Neste momento, ainda com o fogo baixo, acrescente o condensado de amendoim e mexa vigorosamente, até a mistura desgrudar do fundo da panela e ficar consistente, de modo a movimentar todo o conteúdo junto.
Desligue o fogo, deixe esfriar em uma assadeira forrada com papel manteiga.
Depois de frio, corte como preferir.
Caso prefira o doce mais cremoso, com consistência desses de pegar com a colher, acrescente o dobro da quantidade de condensado vegetal de amendoim à panela.

Bolo de Milho Verde
1 lata de milho verde 
1 vidro de leite de coco
1/2 lata de óleo 
1 lata de açúcar 
3 colheres de sopa de vinagre 
1/2 lata de farinha de milho (pode usar amido de milho também)
50g de coco ralado (opcional)
1 colher de sopa de fermento
Bata todos os ingredientes no liquidificador, deixando o fermento por último. Coloque o fermento e pulse para misturar. Leve ao forno pré-aquecido à 180/200 graus por uns 30 minutos.

* Use marcas da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Leia atentamente o rótulo e, em caso de dúvida, entre em contato com o SAC da empresa.

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Não vai ter prorrogação!

Imagem da interne
Durante 3 anos eu convivi com a alergia à proteína do leite da Malu. Foi um período de muita preocupação e alguns cuidados especiais. 

Ela não podia comer nada que não soubéssemos a composição, a leitura de rótulos e as ligações para os SAC´s das empresas faziam parte da rotina. Mas mesmo assim, o medo de uma reação era constante, pois as informações não eram confiáveis. 

Isso que a alergia da Malu podia ser considerada "leve", pois ela não reagia a traços e não era alérgica múltipla, tinha problema apenas com o leite de vaca. Eu fico imaginando a preocupação de uma mãe cujo filho é extremamente sensível e que reage a vários alimentos, como leite, soja, ovos, trigo...

Em 24/06/2015, a Malu já estava curada, mas pensando nas inúmeras famílias que passam pelo que eu passei, eu comemorei a aprovação pela Anvisa da regulamentação de alergênicos, ou seja, as empresas seriam obrigadas a rotular os principais alérgenos dos alimentos, tendo um ano para se adequar. 

Mas a indústria, que em suas campanhas de marketing se diz tão preocupada com o bem estar do consumidor, tentou adiar esse prazo, insensível ao risco da falta de informação para quem tem alergia alimentar. 

Ontem (01/06/2016) o pedido das indústrias de alimentos foi avaliado pela Anvisa e, graças a Deus e ao trabalho incansável das mães do Põe no Rótulo, o prazo não foi prorrogado! 

Os alimentos fabricados a partir de julho deste ano terão que trazer os principais alergênicos destacados nos rótulos, o que será muito positivo para quem convive com alergia alimentar.

Parabéns, Anvisa por essa decisão a favor do consumidor! Obrigada, Põe no Rótulo! 


Assista aqui a matéria do Jornal Hoje sobre o assunto.