quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Uso de repelentes em crianças e gestantes

Nos últimos tempos eu venho publicando apenas receitas aqui no blog, mas hoje resolvi falar sobre o uso de repentes, em especial em crianças e gestantes, pois notei que esse post mais antigo estava sendo acessado por várias pessoas. 

Certamente, mães alarmadas com os crescentes casos de dengue, zika e chikungunya, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypt, procurando informações sobre as formas de protegerem seus filhos, e gestantes, com muito medo da microcefalia que estaria relacionada ao zica vírus.

Além do uso de repelentes, o uso de telas e mosquiteiros é uma medida eficaz para evitar a entrada dos insetos. Roupas compridas, meias e sapatos fechados também ajudam.

Confira abaixo algumas dicas sobre o uso de repelentes:
1. Crianças de 2 aos 7 anos só devem usar repelente até duas vezes ao dia.
2. Aplicar somente na área exposta, não embaixo da roupa.
3. Grávida pode usar qualquer um dos tipos.
4. Se for usar com filtro solar, passar o repelente por último, e não passar nas mãos.
5. Não passar perto de boca, olhos ou nariz da criança.
6. Não dormir com repelente.
7. Bebês menores de 6 meses não podem usar repelente. Nesse caso a proteção deve ser com roupas e mosqueteiros.

 
Veja os tipos de repelentes e a indicação de cada um:

 
Mito do complexo B
Pesquisadores da Universidade de Wisconsin (EUA) tentaram ver se a suplementação com o complexo B poderia ajudar a repelir mosquitos. O resultado, no entanto, foi negativo. As pessoas suplementadas foram igualmente picadas. 

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/12/1717899-7-dicas-para-o-uso-de-repelentes-contra-iaedes-aegyptii-em-criancas-e-gravidas.shtml

Confira o Guia para uso de repelentes - perguntas e respostas aqui.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Receita: Bolo nutritivo de cenoura, beterraba e laranja

Inventei essa receita misturando outras que já publiquei aqui no blog, numa tentativa de fazer um bolo mais saudável para a Malu. Eu gostei bastante, o sabor da beterraba não ficou muito forte, mas é possível perceber. Para garantir a aceitação da Malu, fiz uma calda de chocolate, mas é opcional. 

Ingredientes:

3 ovos
1 cenoura grande picada
1 beterraba pequena picada
1 xícara de açúcar demerara
1/2 xícara de óleo
1 xícara de suco de laranja
2 xícaras de farinha de trigo 
1 colher de sopa de fermento em pó. 

Bater todos os ingredientes no liquidificador os ovos, a cenoura, a beterraba, o açúcar, o óleo e o suco de laranja. Depois misturar o creme do liquidificador com a farinha de trigo até formar uma massa homogênea e, por último, o fermento. Levar para assar em forno pré-aquecido à 200 graus, por uns 30 minutos. 


Calda de chocolate

3 colheres de chocolate em pó
4 colheres de açúcar
1 colher de margarina
6 colheres de água. 

Levar todos os ingredientes ao fogo baixo, mexendo até engrossar.


* Use sempre produtos da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Em caso de dúvidas, consulte o SAC.

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Receita: Bolo cor-de-rosa

Essa receita surgiu de um pedido da Malu... ela queria um bolo de morango com cobertura de chocolate. Até aí nada demais, né?! Mas tinha um detalhe, não bastava o bolo ser feito de morango e ter gosto de morango... tinha que ser cor-de-rosa!!!
Como pedido de princesa é uma ordem, a mamãe deu um jeito! Usei um pouquinho de corante alimentício em pó que tinha em casa (o mesmo que uso para fazer maça do amor). Gostaria de ter usado algo mais natural, até encontrei uma receita de corante feito a partir da redução do suco da beterraba, mas dessa vez, não deu para testar. Vi também receitas que usam gelatina de morango, mas não sei se ficaria bom. Esse eu garanto que ficou uma delícia. Super macio e com uma cor linda!
Quando eu tiver um tempinho, vou fazer o corante natural e posto aqui.

Ingredientes:
3 ovos
1 xícara de açúcar demerara
1/2 xícara de óleo (usei de girassol)
1 copo de iogurte de morango (eu usei sem lactose, pois a Malu está curada da APLV e eu sou intolerante à lactose, mas lembro que alérgicos à proteína do leite não devem usar produtos sem lactose, mas podem usar iogurte de soja ou leite vegetal)
1 caixinha de morango
2 xícaras de farinha de trigo
1/2 colher de café de corante vermelho em pó (diluído num pouquinho de água)
1 colher de fermento em pó

Para a cobertura:
4 colheres de açúcar demerara
3 colheres de chocolate em pó
1 colher de margarina sem leite ou óleo de coco
6 colheres de água

Modo de preparo:
Lave e pique os morangos, reserve alguns para decorar.
Bata os ovos, o açúcar, o óleo e o iogurte ou leite vegetal no liquidificador. Numa vasilha, misture o creme do liquidificador com a farinha de trigo. Junte os morangos picados e misture até ficar uma massa homogênea. Dilua o corante em um pouquinho de água e vá colocando na massa, mexendo até atingir o tom desejado. Por último, coloque o fermento e mexa delicadamente.
Leve ao forno pré-aquecido para assar em forma untada com óleo, à 200 graus, por cerca de 30 minutos ou até faça o teste do palito.
Para a calda, coloque todos os ingredientes numa panela e leve ao fogo baixo, mexendo sempre, até engrossar. Despeje sobre o bolo e decore com os morangos. 


* Use sempre produtos da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Em caso de dúvidas, consulte o SAC.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Receita: Hambúrguer saudável!

Depois que saber que carnes processadas são consideradas cancerígenas pela OMS - Organização Mundial de Saúde (leia mais aqui), quanto mais evitarmos os produtos industrializados melhor!

E quem pensa que fazer hambúrguer em casa é difícil, se engana. É super fácil, rápido e muito mais saudável.

Lá em casa essa é uma receita coringa! A Malu adora, o papai diz que tem cara de petisco e a mamãe fica feliz porque pode comer sem sair da dieta!!! 

Vamos à receita:

Ingredientes:
500 gr de patinho moído
1 ovo
Sal e temperos à gosto (eu uso cebola ralada, alho amassado, salsinha picada, um pouquinho de pimenta)
1/2 xícara de farinha ou farelo de aveia (se achar que ficou muito pegajosa e difícil de moldar, coloque mais)
1 cenoura pequena ralada ou 1/2 abobrinha ralada ou ainda brócolis picadinho

Modo de preparo:
Junte todos os ingredientes numa vasilha, misture bem com a mão e faça bolinhas. Depois achate-as com a mão mesmo ou coloque entre 2 plásticos e use a boca de um copo para moldar no formato de hambúrguer.
Asse por 10 minutos na Airfryer ou no forno por cerca de 20 minutos, virando na metade do tempo.


Dicas:
Você pode fazer almôndegas com essa mesma receita ou fazer com peito de frango moído.
Se fizer com frango, o ovo é opcional, pois a carne de frango é mais úmida e só com a farinha/farelo de aveia já dá liga.
Para congelar, é só moldar e colocar numa forma untada no freezer. Quando estiver congelado, retire e acondicione em sacos plásticos.

* Use sempre produtos da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Em caso de dúvidas, consulte o SAC.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Programa Bem Estar sobre alergias e intolerâncias alimentares

Investigar os rótulos dos alimentos deve fazer parte da rotina de todos que se preocupam com a saúde, afinal a gente é o que a gente come! Eu aprendi isso com a alergia da Malu e a cada dia mais percebo que ler os rótulos dos alimentos precisa ser um hábito, porque a indústria tem a capacidade de colocar ingredientes que a gente nem imagina nos produtos! 
 
Só para exemplificar, esses dias eu vi uma determinada marca de aveia no supermercado e quando li o rótulo descobri que além da aveia em flocos, ela contém farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico (da qual 53% é farinha integral, ou seja, o restante é farinha branca), açúcar, maltodextrina (opa, açúcar de novo!), inulina (que é um prebiótico, uma fibra solúvel e fermentável que possui propriedades similares às do açúcar e de xarope de glicose), aromatizantes, antiumectante carbonato de cálcio e regulador de acidez fosfato dissódico. Jesus! Claro que larguei o produto de volta na prateleira e optei por um que tivesse apenas aveia.
Fonte das informações: Composição da Aveia: Nestlé Sobre a inulina: RG Nutri
 
Mas para quem tem alergia ou intolerância alimentar essa investigação não é questão de opção, é necessidade mesmo.

Foi por essa necessidade que, em fevereiro de 2014, foi criada a campanha Põe no Rótulo, que ganha cada vez mais espaço e fez até com que a Anvisa aprovasse em junho desse ano uma nova norma para a rotulagem de alimentos que ainda não está em vigor (a indústria tem o prazo de 12 meses para se adequar).

O programa Bem-Estar (TV Globo) de hoje apresentou uma excelente matéria mostrando as dificuldades de quem convive com a alergia alimentar e precisa investigar os rótulos dos alimentos. Comentou a diferença dos sintomas entre alergia x intolerância, entrevistou a Cecilia Cury, uma das organizadoras do Põe no Rotulo e mãe do Rafael, alérgico à leite e soja. Não deixe de assistir! 
 
É só clicar aqui.

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

2º Encontrão MaternAmigas


Essa postagem está um pouco atrasada, mas vocês já me conhecem, né? Estou sempre na correria! kkkkk

No feriadão deste mês de setembro, eu e a Malu vivemos momentos muito especiais. Viajamos para São Paulo, só eu e ela, para participar do 2º Encontrão do Grupo MaternAmigas

Eu não sei se já falei desse grupo aqui... mas para quem não sabe, o MaternAmigas é um grupo que nasceu em 2010, num fórum de gestantes cujos bebês estavam previstos para nascer em maio de 2011, do site Baby Center. Depois migrou para o facebook, passou por algumas transformações e hoje é um grupo de amigas, muito seleto, onde estão pessoas muito especiais. Muitas delas eu já conheço pessoalmente, graças a esse encontro de SP e o do ano passado que aconteceu aqui em Florianópolis. 

Foto do 1º Encontrão - Florianópolis - Out/2014

Foi a primeira viagem que eu fiz só com a Malu (a dois anos viajei para o casamento de um dos meus irmãos, mas tive a companhia de outro irmão). Confesso que eu estava morrendo de medo de ter algum problema na viagem, mas foi tudo muito tranquilo, melhor até do que eu podia imaginar! Ela se comportou muito bem!

Nós saímos de Florianópolis no dia 04/09 e chegando em Guarulhos/SP, a amiga Ane gentilmente nos buscou no aeroporto e levou para a casa dela. Mais tarde, seguimos para o Recanto Aralú, na cidade de Arujá. Chegamos bem tarde na chácara, em função do trânsito e por termos nos perdido no caminho! kkkkk

Mas nos dias seguintes, sábado e domingo, aproveitamos muito! A Malu brincou demais e as mamães puderam conversar e estreitar ainda mais os laços de amizade. Foram momentos realmente inesquecíveis!

Voltamos para casa no dia 07/09, cansadas, mas felizes.

Os planos agora são um novo encontro no Nordeste, em 2017! Tomara que o tempo passe rápido! 

Alguns registros da viagem:


No aeroporto de Florianópolis

Lá vamos nós!

As mamães

A criançada fantasiada

As mamães mais lindas e as crianças mais sapecas

Voltando para casa

Santo tablet!

Voltando para casa

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Receitinhas Fit

Desculpem pelo sumiço... A correria anda grande! Mas eu nunca esqueço desse meu cantinho!
Eu não tenho testado muitas receitas novas, um pouco pela correria do dia-a-dia, mas também porque estou fazendo reeducação alimentar e quanto menos gordices invento, menos eu como!

Mas nessa nova fase tenho descoberto algumas receitas lights, ou fit como são chamadas. Algumas adaptei para uma versão sem leite de vaca e por isso gostaria de compartilhar aqui no blog. Todas são porções individuais, ok?

Crepioca
1 ovo (retire a película da gema para não ficar com cheiro de ovo)
2 colheres de sopa de polvilho (doce ou azedo) ou goma de tapioca
2 colheres de sopa de água
1 pitada de sal
Chia ou orégano (opcional)

Bata todos os ingredientes com um garfo e coloque numa frigideira antiaderente (se necessário, pincele com um pouquinho de óleo de coco ou outro óleo). Deixe em fogo baixo, quando dourar, vire do outro lado. Recheie a gosto. 
* Para fazer a crepioca doce, troque o sal por 1 colher de café de adoçante para uso culinário ou açúcar demerara.

Bolinho de banana Fit
1 banana
1 ovo (retire a pele da gema para não ficar com cheiro de ovo)
3 colheres de sopa de farelo de aveia (pode usar farinha de aveia)
1 colher de café de adoçante para uso culinário
1/2 colher de café de fermento em pó
Canela em pó à gosto. 

Amassar a banana e misturar os demais ingredientes. Coloque em forminhas de cupcake e leve ao forno por alguns minutos ou fazer na máquina de cupcake.

Brownie de caneca
4 colheres de sopa de trigo ou sem glutén (eu uso o mix da Aminna)
1 colher de sopa de cacau em pó
2 colheres de café de adoçante para uso culinário ou açúcar demerara
2 colheres de óleo de coco derretido
Gotas de chocolate meio-amargo sem leite (opcional)
Água morna

Coloque os ingredientes secos numa caneca, despeje o óleo e vá acrescentando a água em colheradas, mexendo até formar uma massa cremosa. Leve ao micro-ondas por 1 minuto. Coma quentinho!

Bolinho de micro da Drika
* Receita do @blogdadrika no Instagram
1 ovo (retire a película da gema para não ficar com cheiro de ovo)
1 banana amassada
1 colher de sopa de farelo de aveia
1 colher de café de adoçante para uso culinário
Gotas de chocolate meio-amargo sem leite ou uvas-passa (opcional)

Amasse a banana e misture os demais ingredientes numa caneca. Leve ao micro-ondas por 2 minutos.

Cookies de banana com aveia e chocolate
1 banana madura
3 colheres de aveia em flocos
1 colher de açúcar demerara (pode usar mel, se gostar)
gotas de chocolate meio-amargo sem leite (opcional)

Amasse a banana com um garfo e misture os demais ingredientes. Coloque numa forma untada à colheradas e leve ao forno pré-aquecido por cerca de 15 minutos.


Mingau de aveia com cacau (Brigadeiro de colher fake)
200 ml de leite vegetal (usei de arroz)
3 colheres de sopa de aveia em flocos (pode usar farelo de aveia também)
1 colher de sopa rasa de cacau
1 colher de sopa de açúcar de coco (ou demerara ou adoçante para uso culinário

Coloque todos os ingredientes numa panela e leve ao fogo baixo até engrossar, mexendo de vez em quando.

Toxtex de frigideira
* Receitas adaptada do Instagram Viver sem Trigo
1 ovo (retire a pele da gema para não dar cheiro de ovo)
1 colher de sopa de azeite
 2 colheres de sopa de água
2 colheres de sopa de farinha sem glúten
1 colher de sopa de farinha de aveia (existem opções sem glutén)
Sal à gosto
1 colher de chá de fermento em pó

Misture todos os ingredientes e leve ao fogo baixo em frigideira untada com azeite até dourar a parte de baixo. Vire e deixe mais alguns minutos. Recheie a gosto.

Suco Verde 1
1 folha de couve
1 fatia de abacaxi
1/4 de maça com casca
1 pedacinho de gengibre
300 ml de água de coco ou água filtrada (eu prefiro com água de coco)

Suco Verde 2
1 folha de couve
1/2 cenoura média
1/4 de maça com casca
1 pedacinho de gengibre
300 ml de água de coco ou água filtrada (eu prefiro com água de coco)

Bata todos os ingredientes com gelo e beba em seguida.

* Dica do @blogdadrika no Instagram. Faça saquinhos com a quantidade necessária para cada copo de suco e congele. Quando quiser, é só bater no liquidificador com a água de coco. Não precisa do gelo.

* Use sempre produtos da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Em caso de dúvidas, consulte o SAC.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Receita: Bolo integral de frutas

Faz alguns dias que eu estava com vontade de comer um bolo integral, então inventei essa receita juntando outras que eu já tinha feito. Ficou muitoooo gostoso! Pena que a Dona Malu não curte muito. Para ela bolo é de chocolate e só!

Ingredientes:
3 ovos
1 xícara de açúcar demerara
1/2 xícara de óleo
2 ou 3 bananas
1 maça grande ou 2 pequenas
1 xícaras de farinha de trigo integral
1/2 xícara de farinha de trigo branca
1/2 xícara de farinha de aveia em flocos finos
1 colher de sopa de fermento em pó


Modo de preparo:
Bata no liquidificador os ovos, o açúcar, o óleo, as bananas e a casca das maçãs por uns 5 minutos. Misture o creme do liquidificador com as farinhas até formar uma massa homogênea, por último, acrescente o fermento em pó e as maçãs picadas.
Se desejar acrescente frutas secas (damascos, ameixas, uvas-passas, etc.) e castanhas picadas.

Unte uma forma com óleo e polvilhe farinha de trigo, despeje a massa e leve ao forno médio, pré-aquecido, por cerca de 30 minutos ou até que espetando um palito ele saia limpo.


* Use sempre produtos da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Em caso de dúvidas, consulte o SAC.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Receita: Bolo gelado de coco e abacaxi

Eu sempre falo que cozinhar para mim é terapia e adaptar uma receita sem leite de vaca é desafio! Mas um desafio bom, que eu adoroooo! E essa foi uma das minhas melhores adaptações!  Não ficou devendo em nada para a original que a minha mãe fazia usando leite condensado, leite de vaca e creme de leite (Ui! Hoje não consigo nem pensar em uma receita assim).

A foto não ficou boa, mas o sabor ficou demais!
Fiquei muito orgulhosa de ter utilizado o coco in natura para fazer o leite de coco e o coco ralado e também ter feito o abacaxi em calda caseiro. Deu trabalho, mas ficou tão bom que valeu a pena! Se você não quiser ter todo esse trabalho ou não tiver tempo, use as versões industrializadas, mas saiba que não ficará com o mesmo sabor e nem tão saudável. ]

Vamos à receita?

Bolo de leite de coco
  • 3 ovos
  • 1 xícara de açúcar (usei demerara)
  • 2 colheres de óleo de coco derretido ou 1/2 xícara de óleo de canola
  • 3/4 de xícara de leite de coco caseiro (pode usar o industrializado, mas neste caso prefira o light)
  • 2 xícara de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
Bata os 4 primeiros ingredientes no liquidificador. Misture o creme à farinha de trigo até ficar homogêneo. Por último, acrescente o fermento e misture. Unte um forma com óleo e leve ao forno para assar em forno médio (200 graus) por cerca de 30 minutos ou até que espetando um palito este saia seco. Escolha uma forma que possa ser levada à mesa, pois não precisa desinformar. 

Abacaxi em calda caseiro
  • 1 abacaxi maduro 
  • 1 xícara de açúcar
  • 1/2 xícara de água
Descasque e corte o abacaxi em rodelas. Coloque numa panela, juntamente com o açúcar e a água. Leve ao fogo alto até ferver, depois, baixe o fogo e deixe até reduzir a calda. Retire o abacaxi e pique em pedaços. Reserve a calda.

Creme de baunilha
  • 500 ml de leite de coco caseiro
  • 1/2 xícara de açúcar (usei demerara)
  • 2 gemas peneiradas (para retirar a pele)
  • 1 colher de café de essência baunilha
  • 2 colheres de sopa de amido de milho
Dissolva o amido de milho em um pouco de leite de coco, misture os demais ingredientes e leve ao fogo baixo, mexendo sempre até engrossar. 

Merengue
  • 2 claras
  • 2 colheres de açúcar
  • 1/2 xícara de creme de soja ou de arroz
Bata as claras em neve, junte o açúcar e o creme de soja ou arroz e misture delicadamente. 

Montagem:
  • Fure o bolo com um garfo e regue com a calda do abacaxi.
  • Espalhe o creme de baunilha.
  • Acrescente o abacaxi picado.
  • Cubra com o merengue e coco ralado por cima (eu ralei o coco na hora)

* Use sempre produtos da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Em caso de dúvidas, consulte o SAC.

terça-feira, 14 de julho de 2015

Receita: Leite de coco caseiro

Gente, eu confesso, foi a primeira vez que eu fiz leite de coco caseiro! Que vergonha! Logo, eu, adepta da cozinha sem leite de vaca, mesmo depois da cura da APLV da Malu. Mas a minha dificuldade, era encontrar coco seco para comprar... E quando encontrava ficava pensando na dificuldade que seria abrir! kkkk
Mas agora encontrei um supermercado que sempre tem coco seco para vender e aprendi uma técnica para abrir. Não vou dizer que não dá trabalho, mas o sabor e a leveza do leite de coco caseiro compensam todo o esforço!
Assista o vídeo do programa Estrelas em que a atriz Bianca Comparato ensina como abrir o coco e faz um brigadeiro de leite de coco caseiro.
Para fazer o leite de coco caseiro você precisa de:
  • 1 coco seco
  • 500 ml de água filtrada quente
Para abrir o coco:
  • Primeiro, faça um furo em uma das marcas para retirar a água (verifique que sempre tem um que é mais fácil de furar).
  • Com um  pegador grande, segure o coco em cima da chama do fogão e vá girando por cerca de 5 minutos. Tome cuidado para não se queimar!
  • Enrole o coco num pano de prato e bata numa superfície dura (de preferência numa calçada) para quebrar em pedaços.
  • Retire a polpa e, se quiser, raspe a parte marrom com uma faca, mas não é necessário.
Como fazer o leite de coco:
Bata a polpa do coco em pedaços no liquidificador com a água quente. Coe em um pedaço de voal. Guarde o leite na geladeira por, no máximo, 3 dias.  É normal ele se separar em duas partes, mas é só agitar que ele volta ao normal.

Com esse leite da foto eu fiz um bolo gelado de abacaxi e coco divino! Em breve posto a receita.

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Festa Junina na Escola - 2015

Este ano a escola da Malu promoveu uma Festa Junina muito bacana! Foi fora da escola e num sábado. Eu e o papai adoramos, pois a Malu estava muito mais descansada do que num dia de semana e nós também.

Ao contrário da festa do ano passado, não tivemos nenhum problema com a comida, já que curada da APLV, a Malu pode comer o que bem quis! Mais uma vez, a escola me pediu para fazer maça do amor.

Maças do amor prontinhas

Olhem só o tanto de coisas gostosas nessa mesa! Vários doces com leite que a Malu não comeu porque não teve vontade (e a mamãe também não por conta da intolerância à lactose) .

Quanta coisa gostosa!


A pequena estava muito animada e linda vestida de jeca!

Jeca mais linda do mundo
 
A família foi toda a caráter! kkk


Ela dançou tão direitinho que a mamãe e papai ficaram cheios de orgulho!



sexta-feira, 3 de julho de 2015

Blog Menu Bacana e bolo mousse de chocolate

Hoje eu passei por aqui para indicar um blog com receitas sem leite e outros alérgenos muito legal: o Menu Bacana

O Menu Bacana é comandado pela mamãe Carla, que tem uma pequena com APLV e outras alergias. Nele você encontra muitas receitas saborosas e práticas sem leite e outros alérgenos. Passa lá e depois me conta se as fotos não são de dar água na boca!

Um segredinho muito legal que eu aprendi no Menu Bacana foi usar o purê de inhame para substituir os ovos nas receitas. Ele dá a consistência desejada e não deixa rastro.

A primeira receita de bolo que eu fiz usando o purê de inhame no lugar dos ovos foi essa. Fiz meia receita e usei o mix de farinhas sem glúten da Aminna no lugar da farinha de arroz, fécula de batata e polvilho doce. O resultado foi um bolo muito saboroso e molhadinho. A Malu adorou!

Ingredientes
2 xícaras (chá) de mix de farinhas sem glutén
1 xícara (chá) de açúcar demerara
1/2 xícara (chá) de cacau
1 xícara (chá) de leite de arroz ou outro vegetal
1/4 xícara (chá) de óleo de coco ou outro óleo
1/4 xícara (chá) de água fervente
1 colher (sopa) bem cheia + 1/2 colher (sopa) de purê de inhame
1 colher (sopa) de fermento
1 colher (sopa) de essência de baunilha (opcional)

Cobertura:
1/2 xícara (chá) de açúcar 
1/4 xícara (chá) de chocolate em pó sem leite
1 colher (sopa) de margarina sem leite
1 xícara (chá) de leite de arroz
1 colheres (sopa) de amido de milho

Modo de preparo
Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média).
Em um recipiente, coloque os ingredientes, com exceção do fermento, e mexa bem até formar uma massa homogênea.
Acrescente o fermento e mexa delicadamente.
Unte uma forma com óleo e despejar a massa.
Leve ao forno por cerca de 30 minutos ou até que, espetando o palitinho, ele saia limpo.
Coloque os ingredientes da cobertura numa panela, exceto o amido de milho e reserve metade do leite de arroz. Deixe ferver e mexa por 5 minutos. Acrescente o amido de milho dissolvido no leite e mexa sempre até engrossar.
Espalhe delicadamente a cobertura de mousse no bolo.

Rendeu um bolo pequeno e mais 2 cupcakes.

* Use sempre produtos da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Em caso de dúvidas, consulte o SAC.

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Os 4 anos da Malu

Parece que foi ontem que ela nasceu... mas eu "pisquei" e ela completou 4 anos!!!

Definitivamente, eu não tenho mais um bebê em casa (dói constatar isso!), mas tenho uma menininha muito carinhosa, inteligente e companheira. Que fase deliciosa essa dos 4 anos! Estou simplesmente amando!

Não que as crises de birra tenham acabado, ainda acontecem, principalmente, quando ela está cansada. Mas não se comparam em nada com aquelas dos 2, 3 anos... Agora ela entende muito melhor as regras da casa e do convívio social, aceita negociar, troca uma coisa por outra. Está muito mais comportada quando saímos para passear, comer fora ou visitar os amigos. Pode parecer bobagem, mas quem já passou por situações estressantes num restaurante com um um filho dando piti ou correndo entre as mesas entende do que eu estou falando!
 
Ela conhece os dias da semana. Adora sexta-feira, dia de ir sem uniforme para a escola, de levar brinquedo e lanche especial para o piquenique! E também os finais de semana, quando não tem escola e ela pode se vestir de princesa! Ah, como ela ama se vestir de princesa!

E as fofurices? Os 4 anos são mesmo a idade da fofura! Não tem coisa mais gostosa do que ouvir um "mamãe, você é linda" e ganhar um desenho todo colorido. Nessas horas eu tenho vontade de esmagar!

Mas, apesar de não ser mais bebê, ela tem uma certa "dor na perna" que a impede de descer as escadas de manhã e a faz pedir o colinho da mamãe, entendem? E como gosta de dormir na cama da mamãe sempre que o pai viaja! Ela tem "pesadelos" na cama dela! kkkk Eu posso estar errada, mas confesso que amo essas oportunidades de a ter mais pertinho, mesmo que a coluna sofra para subir escadas com ela no colo ou dormir espremida na cama. Mas eu fico pensando que, na velocidade com que ela cresce, daqui a pouco vai entrar na adolescência e tudo vai virar "mico". Melhor eu aproveitar!

Quando às comemorações dos 4 aninhos, esse ano não fizemos festa em casa, mas fizemos um passeio muito legal no parque do Beto Carrero, um bolinho na casa dos tios Marcello e Paty com a presença da minha família e uma festinha na escola.

Não posso deixar de registrar o quanto a cura da alergia à proteína do leite, facilitou esses momentos. É muito bom poder sair de casa sem se preocupar com a comida que seu filho vai comer num parque de diversões (ainda vi uma placa no Beto Carrero que dizia que era proibida a entrada com comida e bebida. Eu ia comprar uma briga muito grande, se precisasse) e o poder encomendar as coisas para a festinha de aniversário em qualquer lugar.

Alguns registros desses momentos tão especiais:
  




 
Na casa dos tios Marcello e Paty

Parabéns na escola

Mamãe organizou tudo com muito carinho!

Com o Olaf
A carinha de felicidade nas fotos diz tudo, né?

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Receita: petit gâteau maravilhoso!

Petit gâteau (do francês, pequeno bolo, pronuncia-se peti gatô) é uma sobremsa composta por um pequeno bolo de chocolate com casca crocante e recheio cremoso... Pára, pára! Só de ler isso já fiquei com água na boca! E esse é maravilhoso, "tudebom" mesmo! E além disso é fácil de fazer!

Chega de blá-blá-blá e vamos a receita...

Ingredientes:
1 xícara de chá de chocolate meio amargo sem leite (eu uso gotas de chocolate)
2 colheres de sopa de margarina sem leite
4 colheres de sopa de açúcar
2 colheres de sopa de farinha de trigo
2 ovos inteiros(tirar a pele da gema)

Modo de preparo:
Derreta o chocolate com a margarina em banho-maria ou no micro-ondas.
Bata os ovos e as gemas com açúcar na batedeira até ficar bem claro.
Junte o chocolate derretido e a farinha de trigo, misturando com uma espátula.
Depois, unte as forminhas pequenas, passe trigo e coloque a massa (eu usei formas de cupcakes, mas enchi apenas até a metade).
Pré-aqueça o forno e leve para assar de 6 a 10 minutos em temperatura alto até os bolinhos crescerem, mas o meio deve ficar molinho (no meu forno, 6 minutos são suficientes).
Desinforme ainda quente e sirva com sorvete ou frutas. 
Eu garanto que até purinho é delicioso, mas se você quiser receitas de sorvete sem leite veja aqui e aqui.
Rende cerca de 5 unidades.


* Use sempre produtos da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Em caso de dúvidas, consulte o SAC.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Receita: Bolinhos d´água na AirFryer

Gente, pensa numa receita super prática e rápida.... É essa aqui! Perfeita para aqueles dias que bate uma vontade de comer um bolinho com café, mas você não quer fazer um bolo grande.

A receita original é do blog Fritadeira sem óleo do super atencioso Maurício Rodrigues e o melhor é que nem precisa de adaptação... ela é sem leite mesmo! 

Ingredientes:
2 ovos (separe as claras das gemas)
1/2 xícara de açúcar (na receita original vai 1 xícara, mas achei muito)
1 xícara de farinha de trigo
4 colheres de sopa de água
1 colher de café de fermento em pó (na receita original não vai fermento, mas fiquei com medo e adicionei)

Modo de preparo:
Bata as claras em neve e acrescente as gemas (sem a pele, para não ficar com cheiro e gosto de ovo). Acrescente o açúcar, aos poucos, sem parar de bater. Desligue a batedeira e acrescente a farinha de trigo e a água, mexendo delicadamente.
Você pode usar forminhas de silicone untadas com margarina sem leite, forminhas de metal untadas com margarina e farinha de trigo ou ainda colocar forminhas de papel próprias para cupcakes dentro das formas de metal (foi o que eu fiz)
Coloque a massa até quase encher a forminha e coloque na AirFryer por 10 minutos à 180 graus. Não precisa pré-aquecer. Rende cerca de 5 bolinhos.

Dica: Você pode variar a receita, colocando uma calda de chocolate, geleia de frutas,etc. Eu comi com geleia de frutas e a Malu comeu purinho! Uma delícia!


* Use sempre produtos da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Em caso de dúvidas, consulte o SAC.

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Ovos de páscoa sem leite (2015)

Saudades desse meu cantinho... ando tão sem tempo, tão sem tempo...

Como vocês sabem, a Malu está curada da APLV, então nessa páscoa, eu não me preocupei em pesquisar ovos sem leite. Como ela pode comer chocolate ao leite, compramos um ovo que vem numa lata das Princesas (um pedido feito no ano passado que só pude atender esse ano) e outro que vem com uma luminária da Minnie (que ela aparece mordendo na foto).

Confesso foi um grande alívio não precisar me preocupar com a festa de páscoa da escola (que na verdade ela não participou porque fomos viajar, mas ganhou a sua surpresa igual aos demais colegas) ou com os presentes que amigos e familiares compraram para ela. Foi uma páscoa especial com certeza!

Mas eu percebi que o post que fiz o ano passado sobre os ovos de páscoa sem leite teve muitos acessos, sinal de que muitas mamães e papais estavam em busca dessas informações. Gostaria muito de ter feito um post com as novas opções de chocolates sem leite que tenho conhecimento antes da páscoa, mas não consegui em função do trabalho e outras atividades e peço mil desculpas por isso.

Mas mesmo atrasada assim vou deixar aqui algumas opções que podem ajudar na próxima páscoa:
 
Ouro Moreno
Tri-gostoso (vendas em lojas especializadas em alimentos especiais)
Carob House (Alfarroba)
Lilóri Padaria (SP) - produção própria de ovos de páscoa

Opções para quem não reage à traços:

Olvebra (chocolate de soja, produzido em equipamento compartilhado e higienizado)
Cacau Show (a Malu consumia sem problemas, mas sei de casos de reações, pois utilizam equipamento compartilhado em alguma parte do processo).

* Veja a lista atualizada em 25/02/2016 aqui.

* IMPORTANTE: Esse post não é patrocinado, essas são algumas opções de ovos de páscoa sem leite que tive conhecimento nesse ano, mas consulte o SAC para confirmar possíveis mudanças na formulação ou processo de produção.

segunda-feira, 9 de março de 2015

Receita: Estrogonofe de frango

Stroganoff , com A, é o nome original da receita – que aliás é russa, e não francesa como muitos pensam.
Mas, em português, é Estrogonofe!

Independente da grafia, esse é um prato que muitas pessoas não conseguem imaginar que pode ser feito sem creme de leite (de vaca), mas pode e fica delicioso!

Eu uso creme de arroz com um segredinho que ensino abaixo. Quem não tiver restrição à soja, tem a opção
do creme de leite de soja. 


Ingredientes:

500gr de peito de frango picado em cubos
2 colheres de sopa de azeite
1 cebola pequena cortada
1 dente de alho espremido
1 tomate sem pele picado
Molho de tomate à gosto

Milho em conserva ou champignon
Tempero à gosto (sal, pimenta, louro, salsinha, etc.)
1 caixinha de creme de arroz (engrossado com 1 colher de sopa de amido de milho) ou creme de leite de soja.


Modo de preparo:


Refogue a cebola e o alho no azeite, junte o peito de frango e deixe dourar. Acrescente o tomate e deixe cozinhar por uns 10 minutos, colocando água aos poucos se necessário.
Acrescente o molho de tomate e cozinhe por mais 5 minutos. Mexa bem deixando em fogo baixo. Junte o milho ou champignon e o creme de arroz ou o creme de soja.

Dica: Como o creme de arroz é mais líquido que o creme de leite (de vaca ou de soja), eu sugiro engrossá-lo com 1 colher de sopa de amido de milho antes de usar no estrogonofe.

* Use sempre produtos da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Em caso de dúvidas, consulte o SAC. 

terça-feira, 3 de março de 2015

Receita: Rocambole de carne moída

Essa é daquelas receitas simples e que fazem muito sucesso! Toda vez que faço em casa, recebo muitos elogios do marido e a Malu também adora.

Ingredientes:

500 gr de patinho moído
1 ovo
1/2 xícara de farinha de aveia ou farinha de rosca ou farelo de aveia (para uma versão Dukan)
Sal
Temperos à gosto (cebola ralada, alho amassado, salsinha, orégano, pimenta).
Recheio à gosto (eu costumo usar peito de perú ou presunto, tomate fatiado ou legumes)


Modo de preparo.

Junte todos os ingredientes (exceto o recheio) em uma bacia e misture todos até ficar homogêneo.
Em uma folha de papel alumínio ou filme plástico, abra a carne com uma espessura de 0,5 a 1 cm.
Recheie à gosto, deixando 1 cm de cada lado do retângulo. Enrole como um rocambole.
Leve ao forno médio (200o ), em uma assadeira coberta com papel alumínio, por aproximadamente 1 hora. Retire o papel alumínio e deixe dourar.



Pode fazer na fritadeira sem óleo também, 30 minutos à temperatura máxima é suficiente para assar. Nesse caso divida a massa e faça dois rocamboles. 



A mãe-blogueira aqui esqueceu de fotografar o rocambole pronto, mas tenho uma foto de um pratinho da Malu em outra ocasião que fiz com recheio de legumes.


* Use sempre produtos da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Em caso de dúvidas, consulte o SAC.