segunda-feira, 27 de março de 2017

Porque NÃO terei outro filho!

Há alguns dias me deparei com um texto, como muitos que já vi na internet, cuja mãe se diz louca para ter outro filho. Não tenho nada contra quem tem dois, três ou mais filhos (ok, no fundo acho que são loucas!), mas parece que mães de filhos únicos são consideradas criaturas egoístas e crianças sem irmãos são solitárias e fadadas à infelicidade.
Por isso resolvi escrever a minha versão. Porque NÃO terei outro filho!
Eu tive uma gestação maravilhosa! Planejada, curtida em cada detalhe...
Tive um parto tranquilo, uma ótima recuperação...
A minha filha nasceu cheia de saúde, não tive nenhum problema para amamentar...
Não tenho ideia do que seja depressão pós-parto...
A minha filha foi um bebê super calmo e o primeiro ano não deixou nenhum trauma que me impeça de pensar em mais filhos.
Mas...
Eu sei bem quanto custa ter um filho, pagar uma boa escola, manter um plano de saúde, vestir, calçar e ainda poder dar algum lazer para ela! Todo o meu esforço é para dar para a minha filha tudo o que ela precisar.
Sei também o quanto é difícil dar conta de filho, casa, comida, trabalho, tendo apenas o pai para dividir toda a responsabilidade.
A minha filha pode não saber o que é o amor de um irmão. Mas sabe o que é o amor incondicional de mãe e pai, e também o amor de padrinhos, de tios e tias, de primos e primas, de avô e de amigos.
A minha filha não brinca sozinha o tempo todo em seu quarto! Ela brinca sozinha, sim, às vezes, e isso é ótimo para ela saber que não depende de ninguém para se divertir. Mas ela tem pais que brincam com ela!
Eu não tenho nenhum receio de ir embora desta vida e deixar minha filha sozinha, porque sei que ela crescerá e terá a sua própria família e ainda muitos amigos.
A minha casa já é cheia de amor, de alegrias e de gargalhadas porque nela habita uma criança que é muito amada!
Se essa vida só faz sentindo quando plantamos coisas boas, a minha ganhou um novo sentido desde que a minha filha nasceu! Ela é o meu melhor!
O melhor que eu posso fazer pela minha filha não é dar-lhe irmãos, mas é prepará-la para enfrentar este mundo com muito amor.


6 comentários:

  1. Linda sua relação com sua maternidade e sua filhota. Emocionante sua declaração Lu. Mas se me permite colocar outro ponto de vista, vou fazer com todo amor e respeito ao seu, tá?
    Sou filha única e tenho 3 filhos.
    Ser filha única nunca me agradou, mas eu não falava isso para minha mãe, pois não queria magoa-la. Hoje, minha mãe envelheceu e como toda pessoa na terceira idade requer cuidados e atenção. O que aconteceu com isso: só tem eu! Na hora de decidir cirurgias, tratamento, etc... ninguém da família se mete, sobra TD para o filho....e a gente se sente muito sozinho, carregado disso, sabe. Não como fardo, pq pais são bençãos e não pesos, mas o peso das decisões que quero dizer, não ter com quem dividir. Isso dói cansa. E quando os pais envelhecem e justamente quando a gente está casado, c filhos novos e aí fica TD muito mais complicado de se resolver SOZINHO. Enfim...eu respeito todas as mães por suas escolhas, mas esse foi um desabafo de uma filha única...
    Adoro seu blog!
    Bjs no coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tatiana.
      Muito obrigada por colocar a sua experiência de forma tão respeitosa. Eu entendo o seu ponto de vista e posso te dizer que já pensei nisso também. Sempre falo para o meu esposo que temos que planejar a nossa velhice para termos uma estrutura de apoio e não sobrecarregar a nossa filha única.
      Mas sabe, quando a minha mãe era viva, eu vivi essa mesma situação que a sua. Apesar de ter 3 irmãos, quem ajudava o meu pai nas questões de saúde da minha mãe, era somente eu. Eles não se envolviam em nada. Parece que a saúde da mãe é sempre responsabilidade da filha mulher. Um grande abraço.

      Excluir
  2. Adorei seu texto. Concordo com você.

    ResponderExcluir
  3. Como você fez para o seu blog ser visto pelas pessoas no Google? Tenho um blog novo (blogmaedaluisa.blogspot.com.br), mas ele não aparece facilmente. As pessoas acabam não tendo acesso. Conheci seu blog tentando achar o meu no Google. Parabéns pelo seu blog. Adorei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mariana
      Boa pergunta! Sinceramente, não sei. Eu nunca tive muita pretensão com o meu blog, mas acho que o fato dele conter receitas, faz com que as pessoas procurem e quanto mais acessado, mais ele aparece nas pesquisas do Google.
      Talvez uma dica seja sempre você colocar palavras chaves nas postagens para facilitar as buscas.
      Ah! Fui conhecer o seu blog e gostei muito do lay-out super clean.
      Um abraço.
      Luciana

      Excluir

Muito obrigada pelo seu comentário!
Eu respondo por aqui. Volte para dar uma olhadinha na resposta.
Se precisar de uma reposta mais urgente, mande um e-mail lucianawinck@hotmail.com
Beijos!